www.astronomiaamadora.net
Home | História | O Sistema Solar | O Universo | Astronáutica | Biografias | Download | Telescópio Hubble
  Ofertas Shopping UOL Binóculo no Shopping UOL Oculares no Shopping UOL Lunetas no Shopping UOL Telescópios no Shopping UOL  
 

top left top right
 

O SISTEMA SOLAR

IntroduÇÃo

O Sistema Solar

O Sistema Solar é constituído pelo Sol e o conjunto de astros que giram à sua volta: oito planetas com seus satélites, planetas anões, milhões de asteróides, cometas e meteoróides. Todos esses corpos não se deslocam ao acaso. Eles formam um conjunto, uma unidade física mantida pela ação gravitacional.

O Sol, o mais maciço componente do nosso sistema, possui uma massa 333 mil vezes maior que a da Terra e um diâmetro cerca de 108 vezes o diâmetro de nosso planeta. Se fosse oco, caberiam em seu interior mais de 1,3 milhões de "Terras". Por outro lado, todos os nove planetas possuem uma massa equivalente a 448 vezes a massa da Terra, sendo que 70% dessa massa corresponde à Júpiter, o maior planeta do sistema solar. Já o espaço interplanetário, isto é, entre os astros, contém poeira cósmica e gases ionizados (partículas do vento solar) em estado extremamente tênue.

Nosso sistema solar, como um todo, se desloca através do espaço a uma velocidade de 16 Km/s em direção a Vega, a estrela mais brilhante da constelação de Libra. Vega também se desloca no espaço, de maneira que, quando o Sol atingir o lugar ocupado atualmente por esta estrela (mais ou menos 26 anos-luz [1 ano-luz = 9,5 trilhões de Km]), ela não estará mais em sua atual posição. Não haverá, portanto, nenhum perigo de colisão. Na verdade, nem passaremos próximo à essa estrela.

Composição do Sistema Solar

O Sol contém 99,85% de toda a matéria do Sistema Solar. Os planetas, que se condensaram a partir do mesmo disco de matéria de onde se formou o Sol, contêm apenas 0,135% da massa do sistema solar. Júpiter contém mais do dobro da matéria de todos os outros planetas juntos. Os satélites dos planetas, cometas, asteróides, meteoróides e o meio interplanetário constituem os restantes 0,015%. Abaixo segue uma lista com a estimativa de distribuição de massa no nosso Sistema Solar.

 

Composição do Sistema Solar
Sol 99,85 %
Planetas 0,135 %
Cometas 0,01 %
Satélites 0,00005 %
Planetas menores 0,0000002 %
Meteoróides 0,0000001 %
Meio interplanetário 0,0000001 %

 

Espaço Interplanetário

Quase todo o sistema solar, em volume, parece ser um vazio completo. Longe de ser um nada absoluto, este vácuo compõe o meio interplanetário. Inclui diversas formas de energia e pelo menos dois componentes materiais: poeira interplanetária e gás interplanetário. A poeira interplanetária consiste de partículas sólidas microscópicas. O gás interplanetário é um tênue fluxo de gás e de partículas carregadas, principalmente prótons e elétrons - plasma - que flui do Sol, chamado o vento solar.

Ilustração mostrando o vento solarO vento solar pode ser medido de uma nave espacial, e tem um efeito importante sobre as caudas dos cometas. Também tem um efeito mensurável no movimento das naves espaciais. A velocidade do vento solar é cerca de 400 km por segundo nas proximidades da órbita da Terra. O ponto em que o vento solar atinge o meio interestelar, que é o vento "solar" de outras estrelas, é denominado heliopausa. É uma fronteira teórica, aproximadamente circular ou em forma de lágrima, que marca o limite da influência solar, talvez a 100 UA do Sol. O espaço entre os limites da heliopausa, que contém o Sol e os planetas solares, é denominado heliosfera.

O campo magnético solar estende-se para além do espaço interplanetário; pode ser medido na Terra e por naves espaciais. O campo magnético solar é o campo magnético dominante em todas as regiões interplanetárias do sistema solar, exceto nas imediações dos planetas que têm os seus próprios campos magnéticos, com destaque para os campos de Mercúrio, da Terra e de Júpiter.

Os Planetas Terrestres

Os planetas terrestres são os quatro planetas mais interiores no sistema solar: Mercúrio, Vênus, Terra e Marte. São denominados de terrestres, porque têm uma superfície compacta rochosa tal como a Terra. Os planetas Vênus, Terra e Marte têm atmosferas significativas, enquanto Mercúrio a tem quase nula...

Os Planetas Jupiterianos

Júpiter, Saturno, Urano, e Netuno são conhecidos por planetas Jupiterianos, ou Jovianos (semelhantes a Júpiter, ou Jove), porque são todos gigantescos comparados com a Terra, e têm uma natureza gasosa, tal como Júpiter. Os planetas Jovianos também são referidos como os gigantes gasosos, apesar de alguns ou todos poderem possuir pequenos núcleos sólidos.

  Próxima »
 
bottom left bottom right

Ir para:

 
Bookmark and Share
2009 - Ano Internacional da Astronomia
 

Principal

Outros conteúdos

Sobre nós...

Assine nosso Feed RSS
© 2017 Astronomia Amadora.net - Todos os direitos reservados